Três meses em vinte e cinco dias

04/03/2012

Não sei se já ficou claro por aqui, mas uma das minhas maiores paixões na vida é viajar. Eu adoro me sentir perdida em um país completamente desconhecido e acho uma das melhores sensações do mundo.
Daí que eu e o Fê, depois de muito pensar, repensar e mudar planos ao longo dos primeiros meses do ano, decidimos ir viajar. Só que não resolvemos fazer uma viagem curtinha, de uma semana, ou até um mês em algum lugar. Nós vamos viajar três meses, de carro, pelos Estados Unidos. E decidimos isso quando compramos a passagem, 25 dias antes da data de embarque.

Brooklyn Bridge at Night
Werner Kunz

Em resumo, temos que planejar, mesmo que só por cima, o que faremos em três meses de viagem. Vamos conhecer MAIS OU MENOS 40 cidades. E eu odeio me planejar. Eu gosto de pesquisar bastante, selecionar várias coisas que talvez eu possa conhecer e decidir na hora, se eu estiver afim. E normalmente acabo mudando a viagem inteira durante o trajeto. E olha que o máximo de tempo que já viajei foi um mês, imagina três?
O que estamos tentando organizar são as hospedagens nos principais lugares, que invariavelmente vão aumentando de preço conforme a alta temporada vai chegando e o transporte. Só que isso implica em chutar uma data exata que estaremos em cada uma das cidades principais, para poder alugar o apartamento ou hostel.

Depois disso é só alegria, e nós já estamos quase nessa fase. Nós decidimos quase tudo da viagem em 10 dias, e só me dei conta disso agora. Mudamos nosso roteiro umas quinhentas vezes (e no fim ele está COMPLETAMENTE diferente do que havíamos imaginado inicialmente e provavelmente vai mudar muito durante a viagem), demoramos muito para escolher cada hospedagem em Los Angeles, Las Vegas, San Francisco e New York, únicos lugares fechados até agora, e ainda faltam alguns bem importantes, como Orlando, Boston, Miami…

Dying Of The Light (Rossall Beach), Blackpool
H Matthew Howarth

Ok, ainda faltam resolver algumas coisas.

Quanto ao roteiro em cada cidade, eu tenho essa mania de querer ver a vida passar em cada uma das cidades, como se eu estivesse realmente vivendo a realidade delas, então já viu…tenho um pouco de preguiça dos pontos turísticos, e sei lá, não vou querer conhecer todos. Gosto de sentir um pouco da vibração da cidade, procurar uns lugares que só os locais frequentam, passar uma tarde sem fazer nada conversando com alguém… não ficar turistando pra lá e pra cá. Mas enfim, né? Isso só direciona de um jeito diferente a busca do que conhecer, já que tem tantas coisas interessantes nas cidades que não estão no roteirão básico. Muito mais coisas, aliás. Mas isso é papo pra outro post.

Bom, é isso, junto do super aperto de saudades dos meus cachorros que eu já estou sentindo, que está acontecendo agora na minha vida. :)