Lembrança do que não aconteceu

06/22/2011

Eu sinto como cada passo que eu dou aqui ja aconteceu antes. Cada rua, cada monumento historico me é tao familiar que nao me surpreende como turista, mas me traz uma especie de lembranca de um momento que ja existiu. Em Londres me sinto encontrando um velho amigo. Me sinto sentada em um bar lembrando daquelas besteiras antigas que achavamos graça quando eramos jovens e propositalmente irresponsaveis.

É bizarro como o mundo conspirou para que o primeiro lugar do continente europeu que eu venha seja no Reino Unido, que me fascinava com a moda e as roupas dos pré adolescentes da mesma idade que eu, mas que viviam aqui. Eu cresci, mudei minha cabeça, nunca mais me interessei pela Inglaterra. Tanta coisa pra ver no mundo, Australia, Colombia, Texas, Montauk, New York, Tokyo… e de repente BUM. Estou aqui, vendo os pontos turisticos que me soam tao familiares dentro do país que eu sonhava aos meus 13 anos, só porque queria ser ainda mais estranha do que ja era.
E aqui, agora, quase 10 anos depois, me sinto absolutamente em casa, andando na rua como se vivesse aqui há anos.